Monday, May 22, 2017

It`s an outlier!

O riso dos autarcas.



No jornal, há muitas fotografias de autarcas.
Seis sete oito, a rir, de barba feita, agitando os braços prontos para o trabalho.
O riso dos autarcas apazigua, tranquiliza. Quem o vê, fica com a ideia
de que dominam segredos úteis, benesses vindouras, uma felicidade ainda por vir.
Por isso, os autarcas riem. Um riso escolhido, sadio, esplêndido, próprio de quem
domina os arames ténues da sorte, as razões do vazio escavado dos dias.
Quando não estão no jornal a rir, os autarcas vão a feiras, a reuniões, inauguram, sentam-se. Sentados, os autarcas dizem palavras, umas a seguir às outras. Coesão, inovação, desenvolvimento. As frontes moles, tingidas pela fortuna, praticam a amenidade, o polimento das superfícies. Depois têm fome. De lampreia, de cabrito, de moelas.
Quando vejo, nos jornais, o riso dos autarcas, sinto quase sempre o rosto rude.


No comments: