Monday, February 08, 2016

Palavras de Cotrim.

Sobremesa.


O senhor antónio trabalha há quarenta anos num balcão esquecido, ao fundo da rua da alegria.

Discreto, ainda sorri, quarenta anos depois, quando os reformados da carris pedem cutty sark, de blusão ainda na rua, prontos para discutir o tempo em que iam aos bailes dançar slows.

Hoje, o senhor antónio serve muitos estrangeiros, o queixo caído, proeminente, sardines are very nice, convocando simpatias, gorjetas, atenção.

Quando nos pratos sobram apenas, esquecidas, as últimas partes das sobremesas, o senhor antónio, lesto, esconde-as, entre pedidos, num caixote de vinho de mesa.

O senhor antónio gosta muito do seu trabalho, de ter o balcão sempre limpo, e, em particular, dos dias em que serve cheesecake de framboesa.

No autocarro de regresso a casa, o senhor antónio envia, por vezes, uma mensagem à mulher. 

A mulher do senhor antónio reformou-se há um ano. Espera sempre por ele para jantar.

Por vezes, recebe uma mensagem no telemóvel, oferta de uma sobrinha que fala francês na suiça: "Hoje temos sobremesa".

Palavras de Cotrim.

Roaming.


As mães,
ao telemóvel,
têm dúvidas,
preocupam-se,

com o futuro dos filhos,
as análises dos maridos,
a limpeza das alcatifas.


Os filhos,
ao telemóvel,
dão erros, 
beijos,
poucos abraços,

perguntam à internet,
lol,
o que foram
os descobrimentos.

Palavras de Cotrim.

Dyrup.



Ele era pintor.

A mulher,
para o jantar,
fazia muitas vezes batatas assadas,
para ajudar a tirar da casa

os cheiros
que com ele vinham da rua -

diluente, tinta, verniz, petinga frita.

Palavras de Cotrim.

Barulho.



De barulho
vivem as gentes
que têm jeito para o negócio.

Thursday, January 21, 2016

Self-disclosure.

Whiskas.



(I)

Ao final do dia,
o corpo adulto,
absorto,
vagueia na secção
das lixívias,
que anunciam,
autênticas,
um inconfundível
cheiro a natureza.

As ideias,
no corpo,
procuram
acompanhar,
nos sapatos,
os pés,
e estes,
a efervescência das promoções,
que os olhos letrados
assimilam com espanto,
súbito como um relâmpago.

As mãos abrem-se,
militantes,
nas filas de saída,
os ouvidos atendem o telemóvel
- uma voz célere deseja
o maior sucesso possível.


(II)

Em casa,
os armários abertos
congestionam o rosto.

O corpo adulto,
absorto,
esqueceu-se, de novo,
do essencial -

as gatas não têm comida.


Palavras de Cotrim.

Debilidade.


Uma ideologia de pendor higienista é responsável pelo sucesso ventoso de noções reputadas hoje como imprescindíveis - a resiliência, as camisas de recorte slim, os livros de auto-ajuda, os sumos light (apesar do açúcar).

A apologia da superação, nos seus múltiplos arreganhos, da necessidade de estar sempre pronto, disponível, é celebrada nas secretarias.

A demonstração de limitações, de fraqueza, de debilidade, define, enfim, uma face quebrada a esconder, no incontornável caminho dos ânimos, das carnes lassas, rumo ao êxito que dispensa franquia.

It`s an outlier!

Coisas.


As coisas levam o homem a trocar a sua transcendência pela possibilidade concreta, abundante, de as ter.

Ter coisas supera deficiências, de currículo, de ânimo, de relação. As coisas proporcionam, temporária, uma sensação de fuga, povoam o inconsciente como possibilidade paliativa, razão de maravilhamento, de conformismo, de alienação.

É cada vez mais difícil resistir à necessidade de ter. Com as coisas parecemos estar sempre de acordo,
parecemos ter uma afinidade assinalável, original.

Apagamos, acendemos a luz - as coisas, o que temos como certo no regresso à vida, ainda ali estão.


Wednesday, December 30, 2015

It`s an outlier!

Ela era alta.



Ela era alta,
votava freitas do amaral.

Ela era alta,
quando fazia o powerpoint.

Ela era alta,
quando dormia divorciada,
vestia gabardina,
comia pão-de-ló.

Ela era alta,
quando se entusiasmava
em salas de reunião.

Ela era alta,
quando dançava na cozinha,
e fazia lanches de pão.

Ela era alta,
era assim que a diziam.

Usava sempre sapatos de tacão.

Tuesday, December 29, 2015

Palavras de Cotrim.

Intercidades.



No intercidades 
que vem da guarda,

há um cheiro
que fica -
a laranjas,
a marmelada,
a bolachas moles guardadas em móveis de sala.



No intercidades 
que vem da guarda,
há holandeses que falam 
de funding,
de features,
de cabos de fibra óptica,

enquanto, em frente,
uma senhora de saia abre um tupperware
e come croissants.


No intercidades 
que vem da guarda,

há risos soltos,
cuidados com os pertences,
alguém que discute os 
caminhos legítimos da salvação.



No intercidades 
que vem da guarda,

há sempre por perto um senhor 
que fala muito 
no que se deve fazer

ao balanço que se ganha,
quando,
de pedal expedito,
se sai cedo de casa
para ir aos barros à feira.



Wednesday, December 23, 2015

It`s an outlier!

Natal.



Na grande superfície comercial, os ânimos acotovelam-se para escolher experiências.
As opções mais caras, a noventa e nove euros, são as primeiras a esgotar, informa a assistente.

Eles fazem o comparativo, escolhem uma promoção, com oferta de moldura.
De rosto pacificado, esperam trinta minutos numa fila.

À saída, o menino olha a caixa no saco, o rosto, o alívio dos pais, pergunta o que é.
Ouve-se uma resposta, em tom pedagógico, instrutivo:

- É uma experiência.

It`s an outlier!

Intercidades.


No intercidades 
que vem da guarda,

há um cheiro que fica a laranjas,
a bolachas moles guardadas em móveis de sala.


No intercidades 
que vem da guarda,

há holandeses que falam das vantagens da fibra óptica,
senhoras de saia que abrem tupperwares e comem croissants.


No intercidades 
que vem da guarda,

há risos soltos,
cuidados com os pertences,
alguém que discute os 
caminhos legítimos da salvação.


No intercidades 
que vem da guarda,

há sempre por perto um senhor 
que fala muito,

do que fazer ao balanço
que se ganha
quando se desce 

uma ribanceira.

Monday, December 21, 2015

Palavras de Cotrim.

Consumo.


Na empresa, naquele tempo, ganhavam-se ordenados pequenos.
Havia aumentos, sempre que possível, por ocasião do Natal.

Um dia, num Natal, Ele, como outros, teve um aumento.
O aumento foi, como sempre na empresa, pequeno, espartano, frugal.

Foi o suficiente, ainda assim, para Ele se começar a endividar.